Notícias

Projeto que unifica eleições tem apoio da FEMURN; Projeto vai gerar economia ao país

A Federação dos Municípios do Rio Grande do Norte - FEMURN apoia a unificação de eleições e apresenta a defesa deste tema por entender a economicidade gerada ao país com uma única eleição, além do alinhamento dos orçamentos dos entes federal, estaduais e municipais. A unificação das eleições é o início da reforma política, matéria importante para o país, e aguardada há tempos. O projeto tem como principal proposta gerar economia para o país, independentemente da forma como ocorra a unificação – se em 2022, com a prorrogação do atual mandato ou eleição para dois anos, ou em 2026 – já que atualmente há um imenso prejuízo às transferências voluntárias, que ficam suspensas em anos eleitorais, além do impacto nos gastos não só da União, mas de Estados e Municípios com as campanhas.

O projeto faz parte de uma campanha nacional, promovida pelo movimento municipalista brasileiro, liderado pela Confederação Nacional de Municípios (CNM) e as entidades municipalistas de todos os Estados. Assim como a FEMURN apresentou a demanda aos parlamentares federais em recente reunião, as demais federações que reúnem prefeituras dos outros estados do Brasil também pediram o apoio dos deputados e senadores para a matéria da coincidência de mantados entre os poderes.